Yoga, uma prática milenar de equilíbrio


SIGNIFICADO DA PALAVRA YOGA


A palavra Yoga é igualmente uma palavra sânscrita que significa “União”.
É uma palavra masculina, provenien-te da raiz “IUJ” que quer dizer “UNIR”.
Geralmente temos uma visão da palavra união, relativa apenas à matéria, mas ela é muito mais abrangente e vai além da matéria. Na visão espiritual representa o estado de “Samadhi” ou “Ilu-minação”, significando a união do Ser com o infinito e supremo Absoluto.

 

 

POSTURAS E RESPIRAÇÕES PARA O
EQUILÍBRIO DA ANSIEDADE, DEPRESSÃO E A SÍNDROME DO PÂNICO.

 


O equilíbrio da depressão é um trabalho que exige muita disciplina e força de vontade e até mesmo a ajuda de alguém para incentivar a pessoa a praticar. Quando uma pessoa está em crise depressiva não tem vontade de fazer nada, está fechada para a vida, pois sua energia exauriu, ficando o desânimo, o vazio, a falta de perspectiva e a falta de vontade de viver. O objetivo da prática é fazer com que esta energia retorne novamente, preenchendo todas as lacunas deixadas pela falta de energia e fazendo com que sintamos e passemos a dar o devido valor á vida como um presente, uma dádiva de Deus. Obs. não esxite um tempo determinado para cada postura, depende de cada um, quanto mais puder ficar uma cada uma, será melhor. Mas o tempo mínimo inicial para cada postura é 3 a 5 minutos. Estando em crise deve - se praticar 3 vezes ao dia e após a crise uma vez ao dia.

 


1. Shashasana (postura do coelho). Sente-se sobre os calcanhares e flexione o tronco para frente, apoiando o abdome sobre as coxas, com os braços dobrados no solo. Inspire profundo e longo projetando o tórax para frente e a cabeça para trás. Os braços não saem do solo. Expire profundo e longo, relaxando o tórax. Mantenha-se na postura inspirando e ex-pirando de três a cinco minutos.

 


2. Suka Matsyasana (postura fácil do peixe). Sente-se com as pernas estendi-das à frente e movimente o tronco, a ca-beça e os braços para trás, espalmando as mãos no solo. Inspire profundo e longo projetando o tórax para frente e expire, relaxando o tórax. Mantenha-se na pos-tura inspirando e espirando fazendo o movimento com o tórax de três a cinco minutos.

 


3. Ardha Mayurasana (meia postura do pavão aérea). De pé, afaste os pés mais ou menos cinquenta centímetros e movi-mente-se o tronco para frente dobrando os joelhos. Coloque as mãos sobre os joelhos, empurre os ombros para cima e a cabeça para baixo, pressionando a garganta com o queixo. Mantenha-se na postura inspirando e expirando profundo e longo de três a cinco minutos.

 

Postura 4-A



4. Suka Padahastasana (postura fácil da junção em extensão, ou postura da cegonha). De pé, flexione o tronco para frente juntamente com os braços, de forma que o pescoço, os ombros e os braços fiquem bem relaxados. Inspire levantando o tronco e os braços que vão se abrindo lateralmente na altura dos ombros. Eleve o tronco e a cabeça para trás. Expire trazendo o tronco e flexione novamente para

 frente. Faça este movimento inspiran-do e expirando de três a cinco minutos.

 

Postura 4-B

 

“Lembra-te, que não há nada distante de ti. Tudo o que desejares está ao teu alcance, basta voltares para dentro de ti que conhecerás o universo que tu és”.

 

Sri Paramananda.

 

Adquira os Livros do Mestre, Professor Sri Paramananda em:

 

 www.musiart.com.br

 

 

Deixe seu coment√°rio referente a este conte√ļdo.

Nome Completo:
Email:
Coment√°rio:
Você pode digitar até 500 caracteres.