Se você Rir para a vida, ela Rir pra Você !!!


Desde crianças ouvimos a expressão "rir é o melhor remédio". Mas este conceito nunca foi tão levado a sério como nos últimos tempos. O riso agora é considerado terapia, comprovada por estudos médicos e com resultados surpreendentes.

 

Publicidade

 

Na verdade, nem tão nova assim. A risoterapia como método terapêutico existe desde a década de 60. Quem assistiu ao filme Patch Adams conhece bem a história. O americano Hunter Adams, conhecido como Patch Adams já implantava o método em hospitais e escolas desde a sua época de estudante. Era comum vê-lo atender seus pacientes com nariz vermelho ou peruca de palhaço.

 

Partidário à eficiência do método é o médico clínico geral e homeopata Eduardo Lambert, especializado em terapias sistêmicas e autor do livro Terapia do Riso - A Cura pela Alegria, da Editora Pensamento. Ele considera o riso como uma terapia complementar que auxilia na melhoria do estado emocionale orgânico das pessoas, em pacientes dos mais diferentes tipos de enfermidades. "As pessoas já sabem deste fato, tanto é que até dizem: fulana ou fulano já está melhorando, pois já está até rindo", comenta o especialista.

 

Cientificamente, Eduardo considera o riso como um grande estimulador. É o riso o responsável por mandar a ordem para o seu cérebro, através do hipotálamo, que sintetiza as endorfinas, mais precisamente as betas endorfinas. Essas substâncias, que são produzidas nos momentos de bom humor e conseqüentemente do riso, são analgésicas, similares às morfinas, mas com potência cem vezes maior.

 

"O simples esboçar de um sorriso, o riso ou uma gargalhada bem gostosa - e quanto mais intensa melhor - cria uma onda vibratória que propicia de imediato um relaxamento corporal que se estende para todo o corpo, dando uma sensação de bem-estar físico, mental e emocional. Protege ajudando a nos prevenir de várias enfermidades".

 

O médico avisa que quanto mais intenso, melhor. Mas que um simples sorriso, uma graça, situações cômicas, bons pensamentos, bons sentimentos, boas lembranças, pensamentos positivos, palavras de apoio e incentivo já são fatores importantes à síntese das endorfinas. "É bom lembrar que sorrir nas adversidades é privilégio dos fortes."

 

Como praticar

 

O livro "A Terapia do riso" fornece 10 passos para você praticar a risoterapia, na sua vida. Confira as dicas de Eduardo Lambert:

 

Ame-se, estime-se e valorize-se.

 

Cultive sempre o bom humor.

 

 

Viva com paz na consciência.

 

Viva o presente com entusiasmo.

 

Cultive e pratique o bem.

 

Fale de assuntos alegres, conte piadas sadias.

 

Dê um sentido positivo e de qualidade à vida.

 

Tenha sempre atitudes positivas perante tudo.

 

Use sempre o diálogo, pois é conversando que as pessoas se entendem.

 

Ame o próximo como a si mesmo.

 

Semeie boas sementes para colher bons frutos.

 

Tenha qualidade de vida.

 

Ame a natureza e o planeta.

 

O otimismo gera simpatia.

 

Olhe-se no espelho e sorria para você.

 

Sorria muito, sorria sempre.

 

A fisiologia do bom humor

 

O riso tem impacto sobre o corpo humano. Saiba como uma boa gargalhada age em você:

 

Coração

 

O ritmo cardíaco acelera e, pulsando com mais vigor, faz circular mais sangue pelo organismo. Isso aumenta a oxigenação dos tecidos.

 

Pulmões

 

Durante uma risada, aumenta a absorção de oxigênio pelos pulmões. A inalação de ar é mais profunda e a expiração, mais forte. Com a maior ventilação pulmonar, o excesso de dióxido de carbono e vapores residuais são eliminados, promovendo uma espécie de "faxina" nos pulmões.

 

Músculos Abdominais

 

O grupo muscular mais exercitado durante a risada é o abdominal. Esses movimentos funcionam como uma massagem para o sistema gastrintestinal. Portanto, rir facilita a digestão e o funcionamento do aparelho intestinal.

 

Vasos Sanguíneos

 

Com o maior bombeamento de sangue promovido pelo coração, os vasos sanguíneos se dilatam e a pressão arterial baixa.

 

Sistema Imunológico

 

A risada faz com que o nível dos hormônios responsáveis pelo estresse baixe. Com menos cortisol e adrenalina circulando no organismo o sistema imunológico se fortalece. A produção de células de defesa do organismo aumenta e elas se tornam mais ativas.

 

(texto Luana Godoy)

 

 

 

"Nosso rosto torna-se sorridente quando estamos contentes. Mas a recíproca também é verdadeira: quando esboçamos um sorriso, a nossa mente torna-se alegre."

 

Se você não acredita, experimente sorrir diante de um espelho.  Com certeza passará a sentir-se alegre."""

 

Livro: A mente é força criadora

 

Nem precisa ser diante de um espelho. Sorria agora mesmo, coloque seus lábios num formato de sorriso,  e constate que seu humor melhora imediatamente.

 

Quando for falar ao telefone, mude a expressão de seu rosto e esboce um sorriso. A conversa fruirá melhor.

 

"O riso, além de tornar alegre e sadia a pessoa que ri, também beneficia os que a cercam.

 

 Uma pessoa alegre espalha saúde e felicidade ao seu redor.  Não há quem não se sinta feliz quando alguém lhe dirige um sorriso franco, alegre e cheio de bondade."

 

"Ainda há de chegar o dia em que o poder curativo do riso será reconhecido por todos... O riso alegre e espontâneo é, realmente, o melhor tônico que a Natureza nos deu.

 

Quando damos umas boas gargalhadas, a nossa função fisiológica torna-se ativa. Normaliza-se a circulação sanguínea, aumenta o poder defensivo dos glóbulos brancos contra infecções, e torna-se ativa a capacidade natural de cura do organismo. 

 

Por isso, nos lares das pessoas que vivem com a mente alegre e repleta de gratidão, nenhum inimigo chamado doença poderá entrar."

 

Masaharu Taniguchi - A Verdade da Vida Vol.7 - Vida Cotidiana.

 

Já existem pelo mundo alguns movimentos, não filosófico-religiosos, que estão difundindo e praticando o riso.  Seus praticantes se reúnem em praças para, em grupo, darem gargalhadas. 

 

É preciso praticar, para que o riso de torne espontâneo.  Com as práticas o riso se torna mais constante.

 

Treinamos a nossa mente. Ao praticar, nós escolhemos os momentos para rir. Não precisamos esperar ouvir uma piada.

 

Há um psicólogo americano (vou pesquisar seu nome mais tarde), que tornou conhecida sua terapia do riso. 

 

Os adeptos da Seicho-No-Ie são incentivados a praticar em suas casas e, eventualmente, praticam o treino do riso em suas academias.

 

O treino pode ser feito sozinho, de uma forma mais completa ou simplificada. 

 

Na mais completa - mas já simplificando - o praticante pode ou não ficar em frente ao espelho, e dizer em voz alta UÁ RÁ RÁ RÁ RÁ RÁ RÁ, UÁ RÁ RÁ RÁ RÁ RÁ RÁ, com rosto, os lábios, no formato de riso, é claro.

 

Vai repetindo essas palavras várias vezes, esticando os RAs e, se ninguém estiver ouvindo, elevando o volume.

 

É melhor colocar a mão no umbigo e jogar as costas para trás, voltando à posição original, e reptindo o movimento,  enquanto pratica o URA RÁ RÁ ....  Se não fizer isso, funciona menos, mas funciona. 

 

O outro meio, simplificado, não é tão bom, mas já ajuda. É o do UÍ RI RI RI RI RI RI. Esse é quando temos que rir com um volume baixo, bem baixinho. 

 

Mesmo sentado, na cadeira do escritório, assistindo tv, abra os lábios e pronuncie UÍ RI RI RI RI RI RI, UÍ RI RI RI RI RI.

 

Não é um riso muito bonito, mas é um bom começo.  Há muitas pessoas com o rosto duro, travado, por não estarem mais acostumados a rir.

 

Quando rimos, todo nosso corpo, nossos órgãos, nossas células, riem também.  É claro que isso tem explicação científica, na química cerebral, e é o cérebro, instrumento da mente, que comanda todo nosso organismo.

 

 

Para nós é suficiente saber que o corpo ri quando rimos.  O riso é luz que ilumina nossa mente, nossas células, nossa vida, e, como tudo na vida, pode ser praticado.  Vamos dar risadas, para sermos felizes.

 

 

Existe o "Dia Internacional do Riso". Na Seicho-No-Ie aprendemos o quanto é importante o riso na nossa vida, se quisermos manter a saúde. Diante disso, nas academias e nas reuniões sempre fazemos o "treino do riso". O mestre Masaharu Taniguchi nos ensinou que, quanto mais tristes estivermos, mais devemos rir a fim de sairmos da energia de tristeza e comprovou, também, a cura de inúmeras doenças através do treino do riso. Há muitos anos, ele disse: "Há de chegar um dia em que a medicina irá comprovar a validade da terapia do riso" e esse momento já chegou, conforme o texto abaixo: Rir é a melhor terapia, dizem há milhares de anos. Atualmente, a medicina consegue demonstrar alguns dos muitos benefícios do riso. Aqui vão 7 razões para se rir mais intensamente, durante mais tempo e mais vezes. 1. Num estudo recente publicado no Geriatrics and Gerontology International, investigadores descobriram que a terapia do riso reduziu a depressão nos pacientes idosos que foram analisados. 2. O mesmo estudo também revela que o riso melhora a qualidade do sono e reduz as insônias. 3. O riso pode reduzir as dores até mais de 45 minutos. Num estudo publicado no jornal Espanhol Revista de Enfermeria, investigadores descobriram que o riso reduz as dores crônicas do sistema músculo-esquelético. 4. Segundo a Medicina Chinesa, rir regularmente estimula a circulação sanguínea, desbloqueia o fígado e o coração. 5. De acordo com especialistas, rir com outras pessoas ajuda a criar laços mais profundos com elas. 6. Está provado que rir alivia o stress, ajudando a reduzir o cortisol induzido. Quando a resposta ao stress se torna crónica, pode manifestar-se o aumento da gordura e desgaste das glândulas supra-renais. 7. Rir fortalece o sistema imunitário evitando infecções. Se está lutando contra uma constipação, gripe ou até mesmo um cancro, o riso é uma grande ajuda para a sua cura.

Deixe seu coment√°rio referente a este conte√ļdo.

Nome Completo:
Email:
Coment√°rio:
Você pode digitar até 500 caracteres.